Um Filme Sobre a Teosofia do Futuro
 
 
Carlos Cardoso Aveline
 
 
 
 
 
De profundo interesse filosófico, o filme de ficção científica “Tomorrowland” mostra os efeitos cármicos de grande escala dos pensamentos humanos, e a necessidade de que sejamos autorresponsáveis em relação a eles.[1]
 
No filme, os sentimentos negativos e as ideias egoístas alimentadas pela maior parte da população levam a sociedade atual a um final catastrófico já quase inevitável. No entanto, o desastre ainda pode ser evitado, até mesmo no último minuto. E isso pode ser feito através do poder do pensamento positivo alimentado por alguém que se sente impessoalmente responsável pelo futuro da humanidade, e que se recusa a desistir do otimismo.
 
O desafio e a lição estão presentes nos escritos originais da teosofia. O uso do pensamento correto sobre o futuro constitui uma ferramenta decisiva para que se mude o carma coletivo da humanidade. A questão de “quem é responsável pelo futuro” é discutida no livro “The Fire and Light of Theosophical Literature[2].  Os nossos websites associados  oferecem diversos  artigos sobre  o tema.[3]
 
Outros aspectos do filme têm um profundo significado teosófico.
 
“Tomorrowland” sugere a existência de uma coletividade de sábios (uma espécie de Xangri-La). Os Sábios Imortais necessitam da cooperação de cidadãos altruístas (“discípulos” e “aspirantes ao discipulado”). Estes devem ter um espírito não-dogmático e praticar o autossacrifício, trabalhando com o objetivo de ajudar a humanidade.
 
Levando em conta que o filme é uma obra de arte, as imagens simbólicas de “Tomorrowland” em relação a temas como provação, instrutores e aprendizes são essencialmente compatíveis com o processo do discipulado tal como descrito nas “Cartas dos Mahatmas”. Um exemplo disso, entre muitos outros, está no fato de que, ao contrário do seu principal discípulo, a Instrutora espiritual não envelhece um só dia à medida que passam as décadas. Além disso, a Instrutora pode materializar seu corpo físico instantaneamente em qualquer lugar quando isso é especialmente necessário para a missão humanitária.
 
Perto do seu final, “Tomorrowland” mostra um despertar em grande escala da consciência ética e humanista ao redor do globo, o que será suficiente para evitar o final catastrófico da civilização.
 
Isso coincide com uma das metas principais do movimento teosófico moderno. Helena P. Blavatsky previu que, de um modo ou de outro, a vitória do espírito humano ocorrerá antes do final do século atual.
 
Uma produção da Disney dirigida especialmente aos jovens,  o filme “Tomorrowland” é necessário para pessoas de todas as idades que queiram entender como se constrói o futuro. Fácil de encontrar, constitui uma aula fascinante sobre a arte de viver.  Deve ser visto tanto pelos teosofistas mais experientes como pelos estudantes recém-chegados ao âmbito da filosofia esotérica.
 
NOTAS:
 
[1] Este filme norte-americano de 2015 é dirigido por Brad Bird, e escrito e produzido por Bird e Damon Lindelof, e estrelado por George Clooney, Hugh Laurie, Britt Robertson e Raffey Cassidy,
 
[2] “The Fire and Light of Theosophical Literature”, Carlos Cardoso Aveline, The Aquarian Theosophist, Portugal, 255 pp., 2013.
 
[3] Veja, por exemplo, os artigos “Uma Oração Pelo Mundo”, “Meditação pelo Despertar Planetário”, “Meditando Pelo Despertar de Portugal”, “Meditando Pelo Despertar do Brasil”, “Construindo a Paz no Oriente Médio” e “Meditando no Despertar da Minha Cidade”.  Todos estes artigos estão disponíveis nas Listas de Textos por Ordem Alfabética dos nossos websites associados.
 
000
 
Uma versão inicial do artigo acima foi publicada sem indicação do nome de autor na edição de junho de 2015 de “O Teosofista”, pp. 4-5.
 
000
 
Em 14 de setembro de 2016, depois de uma análise da situação do movimento esotérico internacional, um grupo de estudantes decidiu criar a Loja Independente de Teosofistas. Duas das prioridades da LIT são tirar lições práticas do passado e construir um futuro saudável
 
000
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 
 
 
Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   
 
 
000