A edição de agosto abre com o seguinte pensamento:
 
“Em qualquer comunidade, o que é manipulador e ilusório tem vida curta.”
 
O artigo “Uma Questão de Equilíbrio: Lentamente a Democracia Ganha Força”, começa à página um e conclui na página quatro.
 
Em seguida, uma nota sobre a publicação mais recente de um  livro em nossos websites: o clássico “A Alma das Árvores”, de 1913, obra raríssima em papel, escrita pelo poeta António Corrêa D’Oliveira.
 
Na página cinco, a nota “Somos Todos Imperadores na Democracia Ocidental Moderna”.  “A Força da Sabedoria Oriental” está à página seis.  Na página sete, “O Propósito do Conhecimento” e “A Escada de Ouro”.
 
Estes são outros assuntos abordados em “O Teosofista” de agosto:  
 
* Esquecendo a Si Mesmo;
 
* Paz, Vigilância, Ação;  
 
* N. Sri Ram, Sobre Uma Palavra  Extraordinária;
 
* Ideias ao Longo do Caminho –  ao Vivenciar o Silêncio, Vemos a Verdade;
 
* Democracia e Hábitos de Pensamento, a Influência da Mídia;
 
* Ministro do STF, Gilmar Mendes Defende o Semiparlamentarismo; e
 
* Ensinamentos de um Mahatma – 02, Trechos das Cartas do Mestre de Blavatsky.  
 
A edição tem 18 páginas e inclui a lista dos itens publicados recentemente em nossos websites.
 
 
 
000
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto).
 
 
Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:
 
 
000