Aprender com os Grandes
Sábios de Todos os Tempos
 
 
Carlos Cardoso Aveline
 
 
 
 
 
Cursos por correspondência – nos quais os estudantes e os instrutores se comunicam através da palavra escrita – são uma parte central da tradição teosófica.
 
As próprias Cartas dos Mahatmas – os documentos da literatura teosófica cujas fontes são as mais elevadas – são um exemplo disso. Os ensinamentos das Cartas fluem como uma espécie de curso por correspondência, dado a discípulos leigos durante os primeiros anos do movimento esotérico.
 
Ler sobre filosofia clássica desperta em nós uma percepção interna das coisas. É necessário silêncio e uma atenção profunda. Um calmo diálogo com um texto é um processo mágico, ou “oculto”, pelo qual podemos sintonizar com algumas das almas mais sábias de todos os tempos.
 
Tanto o ato de ler como o processo de escrever contêm potencialidades sagradas. Um Mestre de Sabedoria escreveu estas palavras sobre os testes cármicos que todo aspirante ao discipulado deve enfrentar:
 
“O aspirante é agora atacado inteiramente no lado psicológico da sua natureza. O processo de testes – na Europa e na Índia – é o da Raja Ioga, e o seu resultado é, como tem sido explicado frequentemente, o desenvolvimento de todos os germes, bons e maus, que há nele e em seu temperamento. A regra é inflexível, e ninguém escapa, quer ele apenas escreva uma carta para nós, ou formule, na privacidade do seu próprio coração, um forte desejo de comunicação e conhecimento ocultos.” [1]
 
As palavras escritas são examinadas com mais cuidado que as palavras de uma conversa falada. O diálogo silencioso com autores teosóficos convida o estudante a uma “reflexão vertical”. O fato estimula uma atitude atenta e uma compreensão profunda. O silêncio interior – o grande mestre – acontece com mais facilidade ao ler do que ao conversar.
 
Pode ser difícil encontrar pessoalmente um grande mestre. É perfeitamente possível ter a essência deste privilégio ao ler bons textos sobre teosofia, olhando para eles desde o ponto de vista da nossa alma imortal. As leituras clássicas que ocorrem como parte de um bom curso por correspondência podem ajudar-nos a viajar no tempo enquanto expandimos nossos horizontes, e o nosso discernimento.
 
NOTA:
 
[1] “Cartas dos Mahatmas”, Editora Teosófica, Brasília, 2001, volume II, Carta 136, p. 316.
 
000
 
O artigo acima foi publicado nos websites associados dia 27 de fevereiro de 2020 e é uma tradução do inglês. Clique para ver o original: Written Lessons in Philosophy.
 
000
 
 
Clique para ver o artigo “Curso Sobre o Discipulado Segundo os Mestres”.
 
000
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 
 
 
Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   
 
 
000