Uma Ferramenta Para Quem Quer
Acelerar a Aprendizagem da Alma
 
 
Loja Independente de Teosofistas
 
 
 
Acima, o início do texto original em inglês da Carta 15 de “Cartas dos Mahatmas”, em
que o Mestre afirma, “Meu caro amigo, você está certamente no caminho correto: o caminho
dos fatos e das ações, não de meras palavras – que você viva muitos anos e persevere!”
 
 
 
000000000000000000000000000000000000000000
 
Depois de promover cursos de curta duração
sobre a busca do discipulado, a Loja Independente
cria um âmbito de estudo permanente sobre o tema.
 
000000000000000000000000000000000000000000000000
 
 
 
A porta para o discipulado formal junto aos Mestres de Sabedoria está fechada desde a década de 1890.
 
No entanto, sabe-se que o discipulado ou aprendizado leigo, informal, que ocorre por afinidade no plano da alma, é sempre possível em qualquer tempo ou circunstância, desde pelo menos a época de Buddha, Pitágoras, Confúcio e Laotse.
 
É com base neste fato que existe na Loja Independente de Teosofistas um Círculo de Pesquisa e Estudo Sobre Discipulado, CPED, do qual participam os associados ativos da Loja que assim o desejarem.
 
A prática estável do trabalho altruísta junto à Loja dá ao estudante interessado o direito de participar do CPED. O bom carma da ação solidária é um escudo para proteger o estudante das armadilhas inevitáveis do caminho.
 
Por outro lado, sabemos que o interesse pelo discipulado não surge sempre depois de alguém se associar à LIT, mas em muitos casos começa antes disso. Para alguns, a prática mais meditativa da sintonia com o discipulado leigo merece atenção desde o primeiro momento de contato com a Loja. Em função disso, realizamos nos últimos anos alguns cursos abertos sobre a busca do discipulado, com duração de 10 semanas.
 
Em 2020, a pesquisa e a investigação da LIT sobre o processo da busca do discipulado leigo chegam ao ponto em que se deve substituir os cursos de curta duração por um âmbito estável de estudo, em que os buscadores de novidade possam permanecer algumas semanas, até verem que nada ocorre de espetacular, e no qual os estudantes que têm afinidade real com o ensinamento possam preparar-se de fato, sem preocupações de curto prazo, para o aprendizado leigo junto ao trabalho dos Mestres.
 
Feita esta constatação, decidimos em novembro de 2020 criar um novo âmbito de trabalho teosófico, dedicado à busca do discipulado e aberto igualmente a associados e a não- associados, isto é, a todos os leitores. O seu nome é CED, Círculo de Estudo Sobre Discipulado.
 
Qual é a diferença entre o CED e as outras frentes de trabalho público da Loja?
 
A prioridade do CED é a construção harmônica da condição interior da alma pela qual o estudante – além de conhecer a proposta original do movimento teosófico – também entra em sintonia pessoal com ela. Esta afinidade direta é construída através do autoconhecimento, da autoestima e do autocontrole. Fazem parte da tarefa a autocompreensão, a prática do silêncio e a autopurificação, entre outros fatores.
 
Todos os elementos citados acima já estão presentes nas diversas frentes de trabalho da LIT.
 
A Loja inteira tem como referência central, como se sabe, os ensinamentos de Blavatsky e das Cartas dos Mestres, e isso lhe dá um horizonte tremendamente amplo, no qual tudo o que é humano nos diz respeito.
 
Os pensadores de todos os tempos que são compatíveis com o projeto de despertar ético da humanidade coordenado pelos Mestres são bem-vindos ao estudo da Teosofia Independente.
 
Somos irmãos dos clássicos e dos modernos.
 
Desde Confúcio a O.S. Marden, desde Erich Fromm, Karen Horney ou Sigmund Freud até Sêneca, Epicteto, Marco Aurélio e Musônio Rufo, muitos são os que têm algo fundamental a ensinar à LIT. Wen-tzu é nosso contemporâneo. Platão pertence aos tempos atuais. Cícero tem muito a ensinar no século 21. Pitirim Sorokin é nosso irmão. Ivan A. Il’lin é fundamental, assim como Paul Carton e o Visconde de Figanière.
 
Apenas a chave-mestra é dada pelas Cartas dos Mahatmas e pela obra de HPB.
 
Por outro lado, o foco do Círculo de Estudo Sobre Discipulado está centrado especificamente na tradição da escola esotérica e dos estudos internos do movimento teosófico, isto é, na vida diária de cada estudante como chave-de-leitura da sua própria existência e da literatura esotérica de todos os tempos. O CED considera que nenhum discurso pode ser mais forte do que a prática diária da qual ele emerge.
 
A referência maior do Círculo de Estudo será dada pelas Cartas dos Mestres e Mahatmas e pela escola esotérica criada por Blavatsky em 1888. A distorção lamentável da escola esotérica começou um ou dois anos depois da morte de Blavatsky. Cabe resgatar e reivindicar a sua proposta original, sem cair em qualquer esquema burocrático ou autoritário, mas centrando o processo no esforço autodidático e autorresponsável em que cada um é seu próprio mestre, e em que cada um é discípulo da sua própria consciência.
 
O trabalho do CED é público e aberto, não havendo qualquer exigência formal de segredo. O grande segredo da busca do discipulado não é verbal mas vivencial. Ele é revelado na alma de cada estudante, na medida em que compreende silenciosamente o ensinamento, e passa a viver em maior harmonia com ele.
 
As coisas mais importantes da vida nem sempre chamam atenção externamente. Não haverá no CED nenhuma grande novidade em relação ao trabalho do SerAtento e às outras frentes de trabalho público. Apenas serão enfocados mais diretamente os temas do discipulado e do processo vivencial de autopreparação para a aprendizagem do que é eterno.  
 
Os interessados em participar do CED devem escrever para logindeteosofos@gmail.com, com cópia para indelodge@gmail.com.
 
Na mensagem inicial, pedimos que narrem algo da sua jornada espiritual até hoje, dizendo por que têm interesse no discipulado leigo e o que conhecem do trabalho da Loja Independente.
 
O Coordenador do CED
 
Nascido no Brasil em 1952, o coordenador do Círculo de Estudo sobre o Discipulado é membro do movimento  teosófico desde 1980, e vive em Portugal com sua esposa.
 
Aspirante formal ao discipulado desde outubro de 1986, ele fez a revisão técnica da obra “Cartas dos Mestres de Sabedoria” (Editora Teosófica, Brasília, 1996). É também o responsável pela coordenação editorial da edição brasileira em dois volumes de “Cartas dos Mahatmas” (Editora Teosófica, Brasília, 2001).
 
Autor de diversos livros, tradutor e editor de obras clássicas como o “Wen-tzu”, “O Tao Teh Ching”, “O Dhammapada”, “A Voz do Silêncio” e “Luz no Caminho”, o coordenador do CED é o editor-geral dos websites associados. A sua obra “The Fire and Light of Theosophical Literature”, de 2013, descreve documentadamente a luta entre bom senso e ignorância na história da literatura teosófica, desde o século 19 e até o século 21.
 
Praticante há muitos anos da arte de caminhar meditativamente, é o editor-geral de “O Teosofista” e de “The Aquarian Theosophist” e mantém um blog teosófico em “The Times of Israel”.
 
000
 
O artigo acima foi publicado nos websites associados dia 06 de novembro de 2020.
 
000
 
 
000
 
 
Em relação ao caminho da sabedoria, cabe lembrar destas palavras de Helena Blavatsky (foto): “Antes de desejar, faça por merecer”. 
 
000