Pomba Mundo
 
Reflexões Sobre a Aprendizagem de Teosofia
 
 
Arnalene Passos do Carmo
 
 
 
 
 
0000000000000000000000000000000000
 
O e-grupo SerAtento foi fundado
 em 29 de agosto de 2005, e desde
2020 funciona em Google Groups.
 
000000000000000000000000000000000000000
 
 
 
Se fôssemos escrever sobre nossa primeira experiência escolar, a criança que chora para não se soltar das mãos dos pais no primeiro dia de aula seria uma cena comum. O mesmo medo se apresenta sempre que estamos frente ao desconhecido.
 
Conduzidos pelas mãos da Grande Lei, chegamos a uma escola para infância espiritual. Aqui os critérios de seleção são afinidade e não idade; mente aberta e não conhecimento adquirido; humildade diante da grandeza do conhecimento, e outros.  
 
Repetimos então a mesma cena da criança que chora.  Nos agarramos a conceitos e crenças, gastando um tempo precioso, até soltarmos paradigmas que limitam e embaçam nossa visão. Isto não acontece sem dor, e nem todos dão conta de esvaziar a mochila.
 
Diante do mundo de informações que se descortina, sem roteiro curricular, custamos a entender que:
 
* “…Cada estudante deve construir com independência sua própria trajetória para chegar ao conhecimento.” 
 
* “A busca da verdade deve estruturar-se de dentro para fora na mente e no coração de cada estudante.”
 
* “A teosofia mostra a falsidade da figura do ‘intermediário’. O impulso em busca do conhecimento filosófico deve ser individual, porque a responsabilidade cármica diante da vida pertence a cada um e não pode ser transferida para alguma organização ou líder.” [1]
 
Com a pedagogia compreendida, começamos a escrever a nossa história de busca pela verdade através dos ensinamentos teosóficos. A fase bem conhecida por todos é a dos porquês. O ritmo depende apenas da  motivação interna  e da visão do dever de cada indivíduo para com sua própria consciência e sua alma imortal. 
 
Aqui estamos, aprendizes nesta escola em que o diploma é o discernimento e a clareza do dever. Aprender e transmitir são simultâneos, e o teste do conhecimento é a vivência em nosso dia-a-dia. 
 
Alguns parágrafos selecionados para reflexão:
 
* O SerAtento surge em 29 de agosto de 2005 como instrumento para realizar um curso online de dois meses sobre a primeira parte do livro “Três Caminhos Para a Paz Interior”, de Carlos Cardoso Aveline. O nome inicial do grupo era “O Caminho do Guerreiro” e reproduzia o título da primeira parte da obra. 
 
* O SerAtento constitui um laboratório de pesquisa teórica e prática  situado no centro de um pequeno sistema dinâmico de produção, publicação e distribuição de textos sobre filosofia esotérica clássica e a arte de viver corretamente. Sua referência central é a vasta obra escrita – e também o exemplo de vida – da pensadora russa Helena Petrovna Blavatsky (1831-1891). 
 
* A ênfase maior dos estudos do SerAtento está, pois, no autoconhecimento, na compreensão filosófica, na autorresponsabilidade e no esforço por viver com ética. [2]
 
* O e-grupo SerAtento pode ser visto como uma egrégora ou campo energético que rodeia um ideal e um saber filosófico de caráter planetário.  Enxergando o SerAtento como um processo vivo,  é possível investigar em que plano da realidade ele existe, já que sua atividade não ocorre exatamente no plano físico. 
 
O SerAtento não é apenas intelectual. Não é feito só de palavras. Seu processo dinâmico ocorre na luz astral, mas se desdobra em sete níveis de consciência. Ele é como um templo sutil. Ele funciona como uma sala de reuniões teosóficas. Ele é um exercício constante da Prática da Presença Sagrada. O SerAtento é um lugar real, mas não é físico. Ele é mais real, talvez, do que uma sala de quatro paredes feitas de tijolos. O SerAtento é um prédio construído com pensamentos. [3]
 
Pontos de Vista Sobre o SerAtento
 
O esforço por pontuar a vida de acordo com os princípios teosóficos é a força que une e  fortalece o trabalho focado, pioneiro e corajoso, visando renovar e fortalecer o movimento teosófico. 
 
Um membro da coordenação do e-grupo escreveu:
 
“O SerAtento é um processo em que aprendemos uns com os outros e com o ensinamento, fazendo isso na proporção adequada para cada um, conforme o processo natural de cada indivíduo.”
 
Recebemos o seguinte testemunho desde o estado do Espírito Santo:  
 
“Eu vejo um doar diário aqui no Atento… de diversas maneiras e isso é tão belo, mostra nossa diversidade na unidade! Nem sei dizer do tanto que já aprendi com vocês,  meus Companheiros de Caminhada! E divulgar os Ensinamentos, repassar TEOSOFIA,  é nossa forma de retribuição ! Nossa pequena grande forma de retribuir.”
 
E uma estudante escreveu de Goiânia:
 
“O SerAtento é uma verdadeira escola de Teosofia, sem dúvida, creio que todos nos sentimos aqui numa sala de aula. E muito, muito mesmo, essa escola tem contribuído com as boas mudanças em minha vida. Hoje meu pensamento não está no aqui, no agora; está mais além, no longo prazo. E a Teosofia e o SerAtento têm uma participação real nisso.”
 
O seguinte testemunho veio do interior de Minas Gerais:
 
 “Os estudos e diálogos promovidos pelo Ser Atento, o autoconhecimento e a autorresponsabilidade nos permite caminhar em solo firme, fortalece o nosso interesse pela Teosofia, sua compreensão e sua prática. Muitos desdobramentos, dimensões, vastidões surgem a partir de nossa existência, das nossas reflexões. A mente vai despertando e o campo das possibilidades avança como um impulso determinador de futuras vivências e realidades. Assim vamos enfrentando nossa existência e aos poucos descobrindo o seu sentido e a sua grandeza.”
 
E da região Centro-Oeste:
 
“Penso que a força real do Atento é a força da veracidade que há em nosso trabalho e em nossas vidas. Qual é a relação entre o que pensamos e o que dizemos? Qual a relação entre o que pensamos, sentimos, dizemos e fazemos? Qual é nosso compromisso  com nossas próprias (boas) intenções? Somos realistas em nossas metas? Estes pontos são fundamentais para que possamos calcular de fato e conhecer a força real do SerAtento – e do nosso trabalho como um todo.”
 
Finalizo com palavras de um teosofista que vive no sul do país. Ele escreveu: 
 
“Atentos no dia-a-dia, poderemos olhar para trás e verificar o quanto este processo foi verdadeiramente alquímico na nossa vida, e veremos com clareza as mudanças, e principalmente o quanto ainda precisamos caminhar. Só com o apoio solidário e cooperativo dos corações e mentes de todos os atentos, poderemos nos tornar mais úteis a todos os seres.”
 
NOTAS:
 
[1] Fragmentos de A Arte de Estudar Teosofia”, de Carlos Cardoso Aveline. O artigo está disponível em nossos websites associados.
 
[2] Veja o artigo “O SerAtento Como Comunicação Social”.  
 
[3] Artigo “A Egrégora do E-grupo SerAtento”. Disponível nos websites associados.
 
000
 
O texto acima é resultado de um diálogo realizado entre teosofistas em 2011 e foi atualizado em novembro de 2020. Arnalene Passos do Carmo está entre os teosofistas que fundaram a Loja Independente de Teosofistas, em 2016.
 
000 
 
Para ter acesso a um estudo diário da teosofia original, visite a página do nosso e-grupo SerAtento em Google Groups e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é o seguinte: https://groups.google.com/g/seratento.
 
000